blog

O Pálido Olho Azul

Além de uma boa história, com bom desfecho, que envolve bem o expectador, para mim ela se destaca pela Direção de Fotografia!

Uma breve introdução, a história se desenvolve em torno de um investigador aposentado, o Landor(Christian Bale) e o Edgar Alan Poe(Harry Melling), sim!!! O Jovem Edgar Alan Poe!!! Para quem não o conhece, um gênio, criador de histórias que envolvem o mistério e o macabro!! Fica a dica de leitura – O Pêndalo – E.A. Poe.

A fotografia e a iluminação que envolvem toda a trama é fabulosa, pode-se dizer que o objetivo de se criar um ambiente frio e macabro, devido aos assassinatos misteriosos foram completamente alcançadas!

A palete toda é de um branco frio, aliado ao inverno, neve e escuridão, uma receita certa para o macabro.

Os personagens também transparecem em sua maioria absoluta muita tristeza e amargor, talvez a exceção seja o jovem E.A.P. que se sente bem e ajuda Landor a desvendar os assassinatos e enigmas que surgem.

A construção de algumas cenas são fabulosas, e diria que o filme, possui 4 formulações base para o desenrolar da trama.

Cenas externas diurnas – neve, frio e uma luz branca fria aliada a tristeza e dor dos personagens que traz uma angústia ao expectador, a luz excessivamente branca, dentro de uma situação que pede um afago que não vem, traduz o clima frio, triste e até desesperador da angustia da alma dos personagens.

Cenas internas, diurnas, também trazem este branco excessivo, mas geralmente são cenas explicativas da trama, Landor e seus contratantes, menos impactante, mas angustiante também, só que menos, pois é uma cena transitória.

Cenas externas noturnas, talvez as mais lindas! A natureza assustadora de uma noite fria e com o perigo que a ronda! Cenas com grande planos, com as figuras humanas menores ao centro, com uma pequena lanterna na mão, aliás! Lanterna esta com uma luz quente, mas bem pequena e de pouca ou nenhuma abrangência, traduzindo a pouca segurança que ela gera.

E por fim, cenas internas noturnas, a luz de “close” nos personagens, normalmente em um fundo escuro, composta por uma fraca luz branca gélida ao fundo, e uma luz quente no rosto dos personagens, mostrando a angústia e os sentimentos expressos no olhar.

Compartilhe

Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no twitter
Twitter
Compartilhar no linkedin
LinkedIn
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no email
Email
Shape

Você também vai gostar de ler

TECNISA – QUADRA D

Neste novo empreendimento da TECNISA em que estamos trabalhando, o Quadra D, estamos nos emprenhando muito para trazer uma iluminação de imersão no bem estar.

Ler mais »

AVATAR – O CAMINHO DAS ÁGUAS

O grande filme de 2009, com gráficos que mudaram o patamar de produções com recursos gráficos  e aqui já entrando em nosso assunto, Direção de Fotografia de Russel Carpenter, parceiro de longa data de James Cameron, inclusive vencedor do OSCAR por Titanic. 

Ler mais »